Ponto G e orgasmo; veja 5 curiosidades sobre o prazer feminino

Você já descobriu onde fica seu Ponto G? Sabe por que nem todas as mulheres ejaculam? Já contou para o seu namorado o que te faz estremecer e o que te desagrada na relação? Se respondeu não para alguma dessas perguntas, é hora de dar mais atenção para o seu corpo. Por isso selecionamos cinco curiosidades do livro Como Enlouquecer um Homem na Cama, de Tina Robbins, que podem ajudá-la a descobrir os cantinhos secretos e aumentar sua sexualidade Confira a seguir e conte para ele.

Ponto G
Em algumas mulheres, existe uma área escondida atrás do clitóris, muito sensível, que, ao ser estimulada, produz um grande prazer. Esse cantinho secreto é conhecido como o famoso Ponto G. Os que o encontram dizem que é do tamanho de uma moeda e mais liso que outras partes do órgão sexual feminino.

Vanessa Vailatti nua no Bella da Semana

Preliminares
Mulheres demoram mais que os homens para ficarem excitadas. Por isso, gostam tanto de preliminares e se incomodam quando eles vão direto para os “finalmentes”.  O que indica que uma mulher está verdadeiramente excitada é o inchaço dos lábios e o aumento do clitóris.

Orgasmo
A maioria das mulheres não pode chegar ao orgasmo apenas com a penetração, sem nenhum tipo de estímulo a mais. A razão é muito simples: boa parte das posições sexuais não estimula as parte do corpo que as conduzem ao prazer, como o clitóris e o ponto G. Por isso, o sexo oral e a masturbação são geradores de orgasmos de primeira.

Ejaculação
Nem todo orgasmo feminino tem ejaculação. No entanto, algumas mulheres ejaculam com a estimulação do clitóris ou do ponto G. Normalmente, se a mulher consegue chegar a este ponto, significa que teve um orgasmo muito intenso e chegou ao seu ápice de prazer.

Ovulação
O útero é coberto por uma mucosidade que evita possíveis infecções. Durante a ovulação (alguns dias do mês que compõem o período fértil da mulher), essa mucosidade varia de consistência e fica menos espessa. Normalmente, é possível senti-la durante a relação sexual. E claro, vale lembrar que ela pode gerar prazer.

Fonte: Terra

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *